skip to content

FEOP e UFOP: programação colaborativa e diversificada

Neste 23 de outubro, a Rádio UFOP Educativa 106.3 FM estreia uma nova programação. Entram na grade produções realizadas pela equipe da emissora, com a participação de professores, técnicos-administrativos e estudantes da UFOP e, ainda, programas de emissoras parceiras. Também voltam ao ar programas que fizeram sucesso com os ouvintes. As temáticas são diversas, como educação, esportes, turismo, cultura e jornalismo. E, no dial ou nos dispositivos digitais, não pode faltar esse ingrediente que é tão importante quanto os outros: muita música. 

PRODUÇÃO LOCAL

Uma das grandes novidades na programação é o retorno da produção local, com música e programetes educativos na faixa entre 20h e 7h. Nesse período, anteriormente, a emissora estava em cadeia com a Rádio Senado, que passa a ocupar agora apenas o horário entre 7h e 9h, com o Conexão Senado, um giro de notícias nas principais regiões do país. A partir das 9h30, entra no ar a Rádio França Internacional, que apresenta ao ouvinte um olhar externo sobre os principais acontecimentos no Brasil.

Entre 9h30 e 12h, a programação local é comandada pelo radialista Danilo Nonato, com o Café Brasil, que toca os clássicos da música brasileira. Em seguida, até as 14h, a Rádio UFOP oferece ao ouvinte o "Standard. O mais puro som do FM", um passeio musical entre os diferentes estilos da música internacional. A seleção refinada é feita pelo ouvido atento de Simei Gonderim que responde pelas atividades de captação de áudio, edição e sonoplastia da emissora. 

COMUNIDADE ACADÊMICA

Das 14h às 15h, o horário é comandado por professores da UFOP, com programas que abordam informações relacionadas a ensino, pesquisa e extensão em diálogo com a comunidade. A exceção está na quinta-feira, com o Papo de Quinta, com o radialista e estudante de Educação Física, Rômulo Ferreira, que também comanda a faixa das 15h às 17h, com o Giramundo. O primeiro programa é aberto a entrevistas e notícias relacionadas aos cenários regional, estadual, nacional e internacional. No segundo, esse ingrediente também está presente e, além disso, a produção se propõe a apresentar ao ouvinte as principais canções tocadas em diferentes países.

                                  Programação lançada no mês de Outubro de 2017

RÁDIOS PARCEIRAS

Da produção local, passa-se para os conteúdos educativos de emissoras públicas e parceiras, entre 17h e 20h. Destacam-se a Rádio Cultura, de São Paulo, Rádio UFMG Educativa e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC). A exceção está na sexta-feira, com o retorno à grade dos programas 33 RPM, com Júlio Harmendani, e Shiva Om, com Arnaldo Almeida - ambos técnicos-administrativos aposentados da UFOP. 

Na janela entre 20h e 7h, não há locuções, e a programação é essencialmente musical e informativa com programas de curta duração (programetes) elaborados por professores, estudantes da Universidade Federal de Ouro Preto e funcionários da Rádio UFOP. Essa mesma programação é executada aos sábados e domingos. São 15 produtos diferentes e cada um deles possui em média 10 episódios, com duração de até 3 minutos: Abertamente, Alô Pediatria, Conservação no Ar, Direito do Consumidor, Drops de Saúde, Infonutri, Mais Saúde, Mãos à Obra, Marteladas Geológicas, Memória da Ciência e Técnica, Memória, Minha Experiência com o Rádio, Minuto Astronômico, Prata da Casa, Sétima Arte e Suas Projeções e Sintonia Ambiental. 

JORNALISMO

Atualmente, o núcleo de jornalismo da emissora se dedica ao projeto Memória Rádio UFOP e ao apoio aos representantes da comunidade acadêmica na produção de seus programas. Na primeira atividade, são realizadas ações de inventário e divulgação de informações sobre a Educativa. Entre os produtos, estão as 41 pílulas "Memória, minha experiência com o rádio", o blog do Projeto Memória Rádio UFOP, com os textos produzidos sobre os parceiros e as produções educativas, e o Memória em Fotos, com as imagens que narram parte da história deste veículo de comunicação. 

Em relação aos professores, técnicos-administrativos e estudantes, os textos acadêmicos recebem contribuições na elaboração de pautas e no processo de revisão para que a divulgação acadêmico-científica se respalde pela linguagem radiofônica e tenha mais diálogo com a comunidade regional. Outra atividade da equipe de jornalismo é a produção colaborativa do programa "Pensar a Educação, Pensar o Brasil", veiculado ao vivo na UFMG Educativa às segundas-feiras (20h) e transmitido na terça, às 17h, na Rádio UFOP, e as participações nas emissoras da EBC, com informações relacionadas a Ouro Preto e região. 

EQUIPE

O corpo técnico da emissora é composto por Danilo Nonato, Gláucio Santos (jornalista), Rômulo Ferreira e Simei Gonderim, da Fundação Educativa de Rádio e TV Ouro Preto (FEOP). As atividades têm a contribuição de estudantes bolsistas dos cursos de Jornalismo, Museologia e Engenharia Metalúrgica, que buscam na emissora um espaço para aprendizado, prática e socialização dos conhecimentos construídos na Universidade.

Redação: Gláucio Santos

Últimas notícias

O rádio como amplificador de informações sobre os direitos e deveres do consumidor

16 Agosto 2018

“Direito do Consumidor”, que alcançou seis edições, tinha como tema central problemas que originam-se das relações entre comprador e vendedor, assim como contratado e contratante. Situações problemáticas que são comumente experimentadas nos dias de hoje. O programa de rádio vem justamente com esta finalidade: informar e...

Podcast destaca alunos da UFOP ligados a produção ciêntífica

16 Agosto 2018

No ar pela primeira vez no ano de 2009, os podcasts “Prata da Casa” demonstra exemplos de alunos da UFOP que se destacaram no meio acadêmico. O programa possui poucos episódios de média duração, cerca de sete minutos, realizados no formato de entrevistas, no qual o entrevistado relata a experiência acadêmica pela qual se...

Questões psiquiátricas são temas de programa na Rádio UFOP

15 Agosto 2018

"Abertamente" foi produzido pelo professor e psiquiatra Ricardo Moebus, do curso de Medicina da UFOP. Inicialmente são 5 produtos de curta duração que discutem a importância do paciente diagnosticado com transtornos mentais. O pesquisador explica que a psiquiatria se desenvolveu no século 19, até meados do século 20, com o...