skip to content

Nas ondas do rádio, 130 programas para celebrar o Choro

O Choro, conhecido também como Chorinho, é um estilo musical que surgiu no Rio de Janeiro no século 19. Na Rádio UFOP, é tema de programa desde 2001, com o nome "O Choro é Livre". O seu produtor e apresentador é o professor Jorge Adílio Penna. Engenheiro Civil formado na Universidade Federal de Ouro Preto, com mestrado e doutorado em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo, Adílio é um apaixonado pelo rádio. Atualmente é professor aposentado, mas atua como colaborador na Rádio UFOP desde a sua fundação, em 1998. No início, ele era membro do então Conselho de Programação, órgão responsável por selecionar locutores e avaliar propostas de programas. 

Jorge Adílio explica que o nome "O Choro é Livre" surgiu da relação da popularidade do estilo musical com uma frase muito usada no futebol — O choro é livre. "Essa ligação entre o choro e o futebol veio através de uma música composta por Pixinguinha e Benedito Lacerda, chamada 1 a 0, feita em 1919, que homenageia a seleção brasileira que havia sido campeã do Campeonato Sul-Americano daquele ano", explica o apresentador. 

Memória, minha experiência com o rádio - Jorge Adílio - O Choro é Livre

De 2001 a 2004, o programa era ao vivo, quando a rádio operava com sistema analógico, utilizando discos de vinil. Em 2004, a produção foi encerrada e passou-se a adotar a reprise na emissora para que os ouvintes não ficassem sem o choro. O cenário mudou em 2013, quando Jorge Adílio retomou o projeto no dia 23 de abril. A data (Dia Nacional do Choro) comemora o aniversário de nascimento de Pixinguinha, um artista importante da música popular brasileira, em especial, do choro. Desde então o programa é gravado, com duração de 60 minutos, com histórias e os principais artistas do gênero.

No Youtube, confira alguns dos programas "O Choro é Livre"

Jorge Adílio tem uma meta: produzir ao todo 130 programas e disponibilizá-los para livre acesso dos ouvintes/internautas e veiculação em outras emissoras de rádio. A conclusão dos trabalhos de produção dos últimos dez capítulos está prevista para este semestre. Nos últimos anos, entre os colaboradores do programa, estão os técnicos (Danilo Nonato, Simei Gonderim e Rômulo Ferreira) e os estudantes bolsistas da emissora (João Lucas Palma, Danielle Silva e Mariana Reis), que fazem o trabalho de captação de áudio, edição e sonoplastia. A produção de programas radiofônicos por parte de integrantes da comunidade acadêmica é referenciada pelo Projeto Acadêmico e de Desenvolvimento Institucional para o Sistema de Comunicação Integrada na UFOP - versão 2010 (Resolução CUNI N° 1079), por meio da Central de Comunicação Público-Educativa/Rádio UFOP.

Redação: Larissa Lana - 01/08/2017

Últimas notícias

Mídias na Educação discute inclusão digital no espaço escolar

10 Julho 2018

A Rádio UFOP Educativa produziu cinco programas sobre as novas mídias com o objetivo de promover a discussão e a reflexão sobre o uso das mídias na educação. A série busca mostrar como as Tecnologias da Comunicação e da Informação (TICs) começaram a fazer parte do cotidiano escolar, e quais benefícios e malefícios a...

Rádio e TV são contempladas em projeto para divulgação científica

25 Junho 2018

A Rádio UFOP foi contemplada com a aquisição de uma mesa de áudio para a execução do programa "Mutatis Mutandis: a procura do saber" aprovado no edital 07/2015 da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). O equipamento foi entregue à emissora na última semana e encontra-se instalado para início da...

Workshop para formação de produtores de conteúdo

20 Junho 2018

A história da Rádio UFOP é marcada pela proposta de produção de conteúdo educativo em rede, no que diz respeito a sua programação. Desde o início, a comunidade acadêmica esteve envolvida na elaboração dos produtos comunicacionais educativos, por meio da equipe da FEOP, professores, técnicos-administrativos e estudantes da...