skip to content

Estudantes relatam experiências com as produções educativas

Ao longo de sua história, a Rádio UFOP vem desenvolvendo o incentivo à pluralidade de opiniões, correntes de pensamento e movimentos culturais, com participação da comunidade acadêmica. Entre as produções estão as de curta duração, com até 3 minutos (programetes), desenvolvidos pelos Programas de Educação Tutorial ou projetos de extensão da Universidade Federal de Ouro Preto, além dos programas gravados e ao vivo. São abordadas temáticas relacionadas a saúde, preservação ambiental, construção civil, entre outros ligados ao ensino, à pesquisa e à comunidade. Ao mesmo tempo em que a Rádio UFOP abre espaço para a produção de conteúdo educativo, oferece a oportunidade de formação em linguagem radiofônica para os professores e estudantes.

Relatos de experiências

“A experiência na rádio tem sido muito rica. No que diz respeito a minha formação profissional, especificamente em um curso da área de saúde, está sendo uma grande possibilidade de readequar minha linguagem, como eu converso com o meu paciente, aquilo que trago para ele dentro do consultório, e se a informação que dou realmente se faz entender da forma que eu transmito”, relata a aluna do sexto período de Medicina e participante do programa “Mais Saúde", Alba Esperidião. A proposta foi selecionada por meio de edital no início deste ano.

A estudante de Direito, Lívia Barros (blusa rosa), integrou o programa “Direito do Consumidor” no ano de 2015. Ela relata que a experiência na Rádio UFOP ajudou em seu crescimento pessoal e profissional. “(...)saber falar em público é essencial. E falar ao vivo na rádio foi uma experiência que me ajudou muito a superar a timidez e outras barreiras.” A componente do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência

em Música (PIBID) da UFOP e participante do programa “Escuta aqui”, Luíza Marcondes (à direita), afirma que a oportunidade na rádio  ajuda na readequação da linguagem. "Como nosso público alvo é o infantil, nossa escrita tem que ser pensada para ele, trazendo uma forma simples de comunicação que chegue para esse público ou para outro público que a gente espere alcançar. E como a maioria de nós, envolvidos no projeto, somos educadores musicais, faz parte da nossa pesquisa diária essa forma de comunicação. Fazer esse processo de pesquisa textual e comunicacional através da rádio está sendo muito interessante”. 

João Lucas Rodrigues Palma, aluno do quinto período de Engenharia Metalúrgica, compõe a equipe de captação de áudio, edição e sonoplastia da emissora. Ele relata que, apesar de o curso escolhido não ter afinidade com a Comunicação Social, sempre teve interesse por esta área. "Eu acho que entrando na equipe da rádio eu consegui aprender mais sobre a área de comunicação e até fiquei em dúvida sobre minha escolha de curso. Atualmente, o mercado quer que cada vez mais você seja qualificado, não só na sua área, mas também em outras. Você tem que saber um pouco de cada. E aqui na rádio eu começo a lidar com o mercado de trabalho; com as pessoas.Comecei a ter mais desenvoltura. E isso tudo eu posso levar pra minha área. O legal de uma universidade é que você não fica fechado no seu mundo, você conhece o pensamento e o curso de outras pessoas", explica João Lucas. 

 

O mestrando em comunicação da UFOP e ex- bolsista da 106.3 FM, Aleone Higidio, relata que o ambiente diverso da Rádio UFOP  ampliou sua visão de mundo e de mercado, contribuindo para seu crescimento pessoal, acadêmico e profissional. “Você aprende muito, tanto de radiojornalismo quanto

de ética profissional. É um crescimento pessoal. Você estabelece uma série de relações afetivas com toda a equipe que está ali trabalhando e você amadurece muito rápido. Lembro que fiquei na rádio muito tempo e tive a oportunidade de cobrir muitos eventos, que aconteciam dentro e fora da universidade, e isso gerou uma rede de contatos, que depois me possibilitou novos projetos, buscar novos caminhos, crescer profissionalmente, amadurecer academicamente e estabelecer relações as quais eu não teria estabelecido se não estivesse imerso nesse contexto da Rádio UFOP”.

Projeto Acadêmico

Segundo o Projeto Acadêmico e de Desenvolvimento Institucional para o Sistema de Comunicação Integrada na UFOP, a participação ativa da comunidade universitária na Rádio tem como objetivo “facilitar a interlocução entre os diversos setores sociais e transmitir o conhecimento de forma dinâmica, de modo que contribua na formação de uma sociedade mais justa e igualitária”. Em 2017, os programas propostos pela comunidade acadêmica passaram a ser selecionados por meio de edital. Os proponentes receberam suporte técnico da equipe da Rádio, a partir de apontamentos sobre a construção dos textos radiofônicos, locução  e adequação ao gênero jornalístico, além de apoio com a captação de áudio, edição e sonoplastia. “O propósito é incentivar a utilização da rádio como instrumento educacional, presencial e a distância”, conforme estabelecido pelo Projeto Acadêmico.

Memória

A Rádio UFOP está produzindo uma série de entrevistas com estudantes, professores e técnicos administrativos, entre outros colaboradores, que contribuíram com a emissora ao longo dos seus 19 anos de atuação. Os dados são divulgados por meio de produtos de rádio, impressos e de plataformas digitais. Confira o Memória em Fotos

Redação: Glauciene Oliveira e Gláucio Santos - 06/11/2017

Últimas notícias

O rádio como amplificador de informações sobre os direitos e deveres do consumidor

16 Agosto 2018

“Direito do Consumidor”, que alcançou seis edições, tinha como tema central problemas que originam-se das relações entre comprador e vendedor, assim como contratado e contratante. Situações problemáticas que são comumente experimentadas nos dias de hoje. O programa de rádio vem justamente com esta finalidade: informar e...

Podcast destaca alunos da UFOP ligados a produção ciêntífica

16 Agosto 2018

No ar pela primeira vez no ano de 2009, os podcasts “Prata da Casa” demonstra exemplos de alunos da UFOP que se destacaram no meio acadêmico. O programa possui poucos episódios de média duração, cerca de sete minutos, realizados no formato de entrevistas, no qual o entrevistado relata a experiência acadêmica pela qual se...

Questões psiquiátricas são temas de programa na Rádio UFOP

15 Agosto 2018

"Abertamente" foi produzido pelo professor e psiquiatra Ricardo Moebus, do curso de Medicina da UFOP. Inicialmente são 5 produtos de curta duração que discutem a importância do paciente diagnosticado com transtornos mentais. O pesquisador explica que a psiquiatria se desenvolveu no século 19, até meados do século 20, com o...